Meio Ambiente‎ > ‎

ALCAN bate novo recorde em reciclagem de latas de alumínio

postado em 17 de dez de 2018 12:53 por ANA PAULA LOPES VIEIRA PAIVA   [ 17 de dez de 2018 12:53 atualizado‎(s)‎ ]

Após conquistar a liderança mundial em reciclagem de latas de alumínio em 2001, o Brasil bate novo recorde entre os países onde a reciclagem não é obrigatória por lei, com um índice de 87%, 2 pontos a mais que no ano anterior. A Alcan contribuiu com 62% do total processado, confirmando sua posição de maior recicladora de latas de alumínio da América Latina. O Japão obteve a segunda posição no ranking, no ano de 2001, com 82,8% de alumínio reciclado, segundo resultado divulgado pela Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) e ainda não divulgou seus dados referentes ao ano passado.

Em 2002, foram processadas pela Alcan cerca de 76 mil toneladas de latas de alumínio, 14% a mais do que o ano anterior (66 mil toneladas), sem contar com os retalhos de processos de fabricação dos fabricantes de latas e da própria empresa - maior compradora individual de sucatas de latas de alumínio do Brasil. No total, cerca de 9 bilhões de latas foram recicladas em 2002. Para se ter uma idéia, essa quantidade de latas poderia completar a circunferência da Terra 28 vezes.

"O investimento em reciclagem sempre foi uma marca registrada da Alcan. A empresa tratou o assunto como um negócio integrado às suas operações e a lata de alumínio ajudou a alavancar a consciência ecológica no país. Após a conquista da liderança, nosso maior desafio é manter e superar o índice anualmente", afirma Paulo Lara, diretor de Planejamento e Reciclagem de Produtos Laminados. "Com o agravamento da questão do lixo nos centros urbanos e as atuais discussões sobre o assunto, comemoramos o fato da indústria de alumínio ter uma postura comprometida com a reciclagem sem nenhuma imposição legal", completa o executivo.

A reciclagem é mais um processo que a Alcan utiliza para aproveitar todas as propriedades do alumínio, o único metal não-ferroso infinitamente reciclável. Hoje, a empresa trabalha com um fluxo de retorno permanente que permite uma economia de até 95% em relação à energia utilizada para produzir alumínio primário. Em 2002, foram economizados com a reciclagem 1.703 Gwh, energia suficiente para abastecer uma cidade de cerca de um milhão de habitantes. O resultado é a diminuição de desperdício e a preservação da natureza. Esta operação gera economia de energia elétrica e minério: a produção de uma tonelada de alumínio reciclado economiza cinco toneladas de bauxita, minério utilizado na produção do alumínio.

O Centro de Reciclagem da Alcan, em Pindamonhangaba - interior de São Paulo - tem capacidade para processamento de 80 mil toneladas/ano. A reciclagem tem papel estratégico na companhia, na medida em que cumpre uma função social, econômica e ecológica. Da coleta à transformação, o mercado envolve diretamente 2 mil empresas, movimentando ao ano R$ 850 milhões somente na compra de sucata de latas de alumínio.

Atualmente, cerca de 150 mil pessoas vivem da reciclagem do alumínio no país. O kg da lata de alumínio rende hoje 33 vezes mais que a lata de aço, 55 vezes o valor do vidro colorido e seis vezes mais que o PET.

Reciclagem via web

A Alcan Alumínio do Brasil possui um serviço via web - o www.alcanrecicla.com.br - que tem a finalidade de incentivar o hábito de reciclar latas de alumínio. Por meio do portal, qualquer pessoa, condomínio, escola, entidade beneficente ou outra associação poder fazer parte desta cadeia de reciclagem e ofertar e vender latas de alumínio para os processadores, já cadastrados no site, e com isso transformar "lixo" em riqueza.

De fácil navegação, o portal possui diversos ícones como o "Saiba mais sobre reciclagem", no qual o usuário encontra informações sobre o processo, benefícios e dados de reciclagem. Já no link "Quero vender latinhas de alumínio", o internauta pode se cadastrar para ofertar suas latas de alumínio. O próprio sistema encaminhará esta oferta ao processador cadastrado com endereço mais próximo. Além disso, neste ícone podem ser obtidas dicas de armazenagem.

O www.alcanrecicla.com.br também oferece um guia completo de como iniciar um pequeno centro de processamento. Por meio do link "Quero ser fornecedor/como ser processador", o usuário poderá fazer um download do arquivo que contém todas as informações necessárias como, por exemplo, quais os equipamentos que precisará, para montar a sua própria empresa.

Comments